LUGARES MÁGICOS

Quem nos fala sobre os lugares mágicos de Asterium é a famosa rainha das fadas tamarianas, Zizly, que anos tem estudado e aprendido sobre os mágicos lugares de Asterium. O conhecimento centenário vem de seus ancestrais e a delicada, porém poderosa Zisly compartilha conosco um pouco sobre estas experiências. Mesmo após travar uma batalha com o duende, Thabillus manteve-se firme no trono de Tâmarus, e cedeu gentilmente a nossa assessoria de imprensa uma entrevista exclusiva falando sobre os lugares mágicos deste mundo de fantasias e aventuras.

A Floresta de Menay. A milenar floresta de Menay, é considerada pelo conhecedor em geografia, Sr. Linpad um dos lugares com a maior biodiversidade de Asterium. Além de uma grande variedade de fauna e flora a floresta é também a moradia de milhares de espécies de seres mágicos, como duendes, druidas, ninfas, elementais da terra e outras diversas criaturas. A floresta também é repleta de lendas, como a fascinante história da Ninfa Venuth, a bela de olhos claros como o rio e cabelos dourados como o sol. Que voava com suas asas de fadas pelas curvas da floresta, mas que ao descobrir a magia do reflexo dos lagos de Menay, se perdeu no tempo, deixando os anos passarem por admirar sua beleza e elegância no reflexo das águas cristalinas. Após a sua morte, criou-se uma palavra em sua homenagem, venustidade. Aquela de grande beleza que se perde no tempo admirando sua própria graça.

 

O Covil das Fadas Tamarianas.Com certeza este é o lugar preferido da rainha das fadas, Zizly. Que não apenas domina o pequeno covil, mas também exerce poder e influência sobre todo o arquipélago de Tâmarus. Diferente do que muitos pensam, o covil das fadas tamarianas, não é como uma colmeia de abelhas, onde todos trabalham sem descanso. No reino de Zizly, existe magia e principalmente grande alegria e grande harmonia. “Pudemos trazer paz e harmonia de volta para o covil, mesmo depois da batalha com o duende Thabillus.” Diz a rainha das fadas tamarianas.

 

O Núcleo da Montanha.O Santuário sob a montanha, como também é chamado, foi a casa dos antigos elfos da lua. Ou como também são conhecidos, devido a sua pele prateada, elfos cinzentos. Após a migração dos elfos cinzentos para Primaki Norte, que juraram nunca mais voltar a Farkon. O núcleo da montanha ficou vazio por muitos anos. Algum tempo depois ele foi usado como local para guardar uma relíquia de grande preciosidade, um dos fragmentos do coração de Asterium. Guardado por magias e pelo escudo de vidro, que ganhou força e forma por estar dentro de um lugar tão conectado com os elementos minerais. Alguns anos mais tarde, um homem de procedência simples usou a caverna de entrada do núcleo da montanha de casa, seu nome era Thar. O homem ficou conhecido pela excelência de sua produção de armas, contudo seu filho adotado, Tharnun ficou ainda mais conhecido, por evoluir ainda mais o trabalho do pai.

 

O Castelo de Forhcore.castelo de Forhcore não é um lugar mágico, contudo existem pequenas segredos escondidos neste ambiente medieval. Começando pela biblioteca do palácio, um dos lugares preferidos do Rei Darius Bleas. Dentro deste lugar expendido cheio de possibilidades e conhecimento, existe também o planatus, um mecanismo criado por alquimistas e magos, capaz de mostrar o alinhamento perfeito dos planetas. O castelo foi a casa de muitos outros monarcas e também dos conselheiros reais. Líderes que ajudam os governantes a tomar as melhores decisões para o bem da população. 

 

O Vulcão de Andora. O tão conhecido vulcão de Andora, localizado na parte sul de Asterium é uma estrutura montanhosa que pode causar grandes desastres naturais. De acordo com Zizly, a rainha das fadas tamarianas, este vulcão entrou em erupção apenas uma vez. Em uma época sombria, de guerras, onde toda Asterium compartilhava de dor, sofrimento e desarmonia.

 

A Pirâmide do Norte.A antiga pirâmide do norte foi construída pelo imperador do norte, Kyrmal Drumbar, um carrasco, conquistador. Um homem temível em todo o norte de Asterium. Drumbar foi o primeiro homem a escravizar uma população. Seu exército era formado por centenas de escravos, eunucos, que usavam uma temida armadura negra e vermelha. Sua ambição e egocentrismo era tanta que criou a pirâmide do norte, que também ficou conhecida como pirâmide de Drumbar. Que se tornou não apenas sua casa, mas também o seu túmulo, quando Walkiria, a bruxa do norte, chegou a Kilaw e derrotou com facilidade o ganancioso imperador. Na batalha conhecida como a derrota de Drumbar.

O Templo de Filay. Escondido no alto das montanhas da floresta de Menay, o templo do lendário kromus, Filay Krapef Volterin, kromus da ordem de Anikan. Tem diversas características mágicas, começando pelo relógio de Anikan e pela sala da transmutação. Assim como o relógio o templo também foi concebido por Filay. Que levou dias para criar toda a estrutura do santuário sob a montanha. O templo em si não tem nenhuma magia ou encantamento, seu feitiço vem do relógio de Anikan, que é capaz de controlar o tempo, para que passe mais lentamente para os que ficam ao seu redor.

  • Twitter - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle

© 2018 all rights to JG BRENE