Sophia, a rainha.

 

Ela é o exemplo vivo de que uma mulher pode comandar um país inteiro sem um homem ao seu lado. Agora, uma velha profecia se cumpre e ela finalmente reencontra seu filho Johnny Bleas que chega para salvar o coração de Asterium.Nessa entrevista a Rainha Sofia fala um pouco sobre sua vida e sobre seu reino.

 

Blog - Como é essa sensação de ter dois filhos parecidos fisicamente, mas tão diferentes em caráter e sentimentos?

Rainha Sofia - Bem, apesar de serem gêmeos Johnny e Kourem são bastante diferentes. Até mesmo na aparência, já que Johnny viveu toda sua vida em Neifs, 

onde o tempo passa mais devagar e Kourem esteve a vida toda aqui. Ou seja, enquanto Johnny ainda tem a aparência física de um jovem, Kourem já é um homem. Contudo, o que mais me entristece é não ter sido capaz de mudar o destino de Kourem. Fiz tudo o que pude para proteger Johnny, mas não pude fazer nada com Kourem. Eu fui uma tola em não ter acreditado na profecia e não ter protegido meu filho. Kourem tornou-se o que é hoje, pois foi criado para ser um monstro. O que eu sempre irei me perguntar é se as coisas teriam sido diferentes se Kourem ainda estivesse ao meu lado.

 

Blog - Outra coisa que muitos perguntam: Como é para uma mulher governar sozinha um grande reino como Asterium?

Rainha Sofia - Ah meu caro, nós mulheres somos a raça dominante. Apesar de nossa delicadeza e sutileza, nascemos preparadas para enfrentar as dificuldades. Nada pode nos deter!Não quero que pense que sou aquele tipo de mulher feminista, pelo contrário, adorava ser mimada pelo meu marido, e amo coisas de “mulher” como a sociedade sempre diz. Mas precisei encontrar uma maneira de me impor e mostrar a Asterium que mesmo com o falecimento do rei eu estava pronta para liderar, até que um dos meus filhos já estivesse pronto. E aqui estamos Johnny logo completará seus 18 anos e poderá governar esta terra. E eu finalmente terei um pouco mais de tempo para me dedicar aos meus livros, as minhas poesias, minha música e até mesmo acompanhar a Srta. Molget na cozinha do palácio vez ou outra para fazer um daqueles doces deliciosos que ela sabe muito bem fazer.

 

Blog - Asterium, a exemplo de outros países ou dimensões, já enfrentou alguma grande crise, seja política ou econômica?

Rainha Sofia - Sim, isso é normal. Todos passamos por isso. Mas quanto a parte econômica fico sempre tranquila, pois meus conselheiros da moeda são bastante competentes. Quem sempre acha que estamos em crise financeira é o banqueiro, Sr. GilroySailman, que sempre foi muito negativo quanto as nossas finanças, dizendo que gastamos muito. Mas a mais de cem anos que não enfrentamos uma crise econômica. A AECMA, Aliança de Economia e Comércio Mágico de Asterium. Que reúne as mais poderosas cidades de Asterium é muito forte economicamente. Já na parte política, sempre existe a oposição, mas desde que a AECMA foi criada nunca mais houve miséria, pobreza e guerras em Asterium. A última foi a batalha de Sordek e Menay, mas mesmo naquela batalha o mal não conseguiu triunfar. E nunca o fará!

 

Blog - Agora com o retorno de seu filho Johnny Bleas, o que muda em Asterium, e claro, na sua vida?

Rainha Sofia - A volta de Johnny Bleas será uma grande vitória para o nosso mundo. Ter Johnny de volta não é apenas a possibilidade de enfrentar o inimigo, como diz a profecia, mas é a certeza de que o povo terá um novo líder. Um novo rei! Que os dias do rei Johnny Bleas I, da nona Era, venham com abundância e paz. Blog - Desde que a senhora assumiu o reinado de Asterium, quais foram as conquistas de sua gestão, principalmente depois que ficou viúva. Rainha Sofia - Depois da morte de meu marido, Rei Darius Bleas II, na batalha de Sordek e Menay, aumentamos significantemente nossas tropas. Ampliamos a AECMA, Aliança de Economia e Comércio Mágico de Asterium. Colocando mais duas cidades na aliança, desta maneira ampliando nossas zonas de comércio. Além de outras melhorias nas áreas de tecnologias mágicas e trocamos dois de nossos conselheiros. Um deles o conselheiro de batalhas e o novo líder de tecnologias mágicas, o Sr. Minur Kiwel, alquimista e governante de Primaki Sul.Além disso, nossas fronteiras nunca foram tão resistentes, e nossa economia tão forte. Todo o trabalho tem sido feito com muito emprenho pelos conselheiros. O que nos trouxe ainda mais orgulho foi ter recursos suficientes que até abaixamos alguns impostos. Foi uma diminuição muito baixa, mas mesmo assim significativa para alguns que são menos favorecidos.

 

Blog - Como é o sistema de governo de Asterium. Existem ministros para cada setor ou um parlamento, e como é o apoio deles ao seu governo?

Rainha Sofia - Temos uma monarquia muito bem estabelecida. Há anos a monarquia é da mesma maneira em Asterium. Acima de todos governam o rei e a rainha. Abaixo de nós estão os conselheiros que comandam nossos 8 diferentes ministérios.

1.Comércio.

2.Moeda e riquezas.

3.Educação e Profissões Mágicas.

4.Saúde.

5.Batalhas e Defesa.

6.Ciência, Magia e Tecnologia.

7.Justiça.

8.Planejamento e desenvolvimento.

Cada um de nossos conselheiros é puramente responsável pelo cargo e pelo que é feito em seu ministério. Uma meta que sempre colocamos é que a cada ano que passa o ministério deve trazer melhorias, se um ano se passa e o conselheiro responsável, não é capaz de trazer uma melhoria ele é retirado do cargo e procuramos outro para substituí-lo. Gostamos muito desta maneira, e os próprios conselheiros são a favor disto, afinal o que todos queremos é um governo SEMPRE melhor e evoluindo, se ele não tem a competência necessária para este papel precisamos encontrar alguém que tenha. Em nosso governo, nada mais importa. Somente o melhor para a população. Assim que estabelecemos o nosso governo, assim que seguimos com as melhorias para Asterium.

 

Blog- Sua mensagem final aos leitores e ao povo de Asterium.

Rainha Sofia - Vivenciamos tempos de paz, vivenciamos tempos de abundância. Contudo hoje, estamos frente a uma grande adversidade. Precisamos nos unir ainda mais, existe um mal a caminho. A guerra será eminente. Forhcore não lutará sozinho nesta batalha, pois esta é uma guerra de todos os povos que desejam a paz e a harmonia de volta. Reuniremos forças com todos os aliados e protegeremos o coração de Asterium. Forhcore não sucumbirá. Nem hoje, nem nunca.

O Sr. Arthys Martell, o mais nobre dos “reportares” reais. Que reporta ao reino as mais importantes notícias e informações de Forhcore e comunica ao povo os grandes acontecimentos. Traz ao Blog “O Mundo mágico de Asterium”, entrevistas exclusivas com figuras de grande importância, desta dimensão de aventuras e sonhos.

ENTREVISTADOS

 

Thabillus, o duende. 

 

Ele tem um papel fundamental na vida de Johnny Bleas, afinal mostrou o caminho do mundo de Asterium ao nosso herói. Mais que um duende, Thabillus é uma figura importante neste mundo mágico e gentilmente concedeu uma entrevista ao nosso blog para falar sobre sua vida e sobre o mundo de Asterium.

 

Blog – Como é a vida de um duende?

Thabillus - Em Asterium, nós duendes não temos lugares definidos para viver, diferente dos elfos que em sua maioria vivem nas ilhas Lunarium. Nós ficamos espalhados por todos os lados, somos amantes das florestas e da natureza. Mas mesmo assim existem alguns vilarejos ao sul de Tundra e ao norte de Keyfall. Mas a verdade é que preferimos morar em pequenos grupos, já que temos um temperamento um tanto volátil as vezes, principalmente em noites de lua cheia. Não me pergunte o porquê, eu nunca soube, acho que deve ter alguma coisa a ver com energias.Temos uma vida simples, muitos, como eu, se dedicam aos estudos da magia por longos anos.Outros,preferem as vidas nos bosques. Apesar de levarmos uma vida simples, uma coisa eu posso admitir sobre nós duendes. Somos bastante ambiciosos, e damos um grande valor ao ouro. Muitos chegam aos níveis mais extremos de ganância. Sua ambição é tão grande que muitas vezes preferem ter uma vida miserável, sem comida, vestindo trapos do que ter que se desfazer de suas preciosas moedas de ouro. Mas a maioria de nós é razoavelmente equilibrado.

 

Blog – Por que você foi escolhido para levar Johnny Bleas de volta a Asterium e você aceitou a missão prontamente ou teve algum receio?

Thabillus - Posso dizer que recebi uma proposta muito boa para trazer o garoto de volta a Asterium. Quem me mandou buscar o garoto foi a rainha Sophia, mas fui eu quem a induziu a tomar tal atitude. Sophia sempre confiou muito em mim. Uma pena. Mas quer saber, eu nem sempre fui malvado. Havia uma época, antes de Zarbuk e Morkay me chamarem para fazer parte de seu plano maquiavélico, que eu era apenas o conselheiro do reino. E um duende bom. Às vezes eu fico a noite pensando antes de dormir e acabo me entristecendo, sei que fiz algumas escolhas erradas, mas ainda não me arrependi completamente.

 

Blog – Qual foi a sensação de reencontrar Johnny Bleas já quase adulto?

Thabillus - Nossa eu me surpreendi!!! Quando eu o encontrei em Neifs ele já estava quase um homem. Tinha até barba. A última vez que eu o havia visto tinha sido há mais de quinze anos atrás. Ele era apenas um bebê. Eu admito que fiquei um pouco apreensivo. Quando eu o vi achei que ela melhor desistir do plano e voltar a Asterium dizendo que não o havia encontrado, ou inventar qualquer outra desculpa. A rainha ia me ouvir. Mas achei melhor não arriscar, não é qualquer um que consegue enfrentar Zarbuk. E naquela época quando fui atrás do jovem Johnny Bleas, seu irmão Kourem já estava bastante crescido e já havia se tornado o paladino decaído. Eu não me atreveria a enfrentar todos eles juntos.

 

Blog - Sua vida mudou muito depois que ele retornou para Asterium?

Thabillus - Muito! Desde que aquele moleque, entrou em Asterium que passei a viver uma série de problemas. Não apenas precisava me esconder para fazer meus relatórios para o necromante como também Johnny Bleas era incorruptível, não tinha maldade nele. Ele só pensava em ajudar aos outros. E o pior é que ele sempre dava um jeito de conseguir!Credo!!! Que chatice!!!

 

Blog– Uma grande curiosidade que todos temos. Qual a melhor cidade desta dimensão para se viver?

Thabillus - Forhcore! Com certeza. Pense bem, se você tivesse de escolher entre a maior cidade, onde você pode comprar quem quiser, onde o dinheiro tem poder, e uma cidade pequena no meio da floresta aonde gostaria de viver?! É claro que Forhcore é a cidade ideal para alguém como eu. Talvez eu pensasse em morar com meu irmão em Tundra. Mas a verdade é que prefiro as grandes cidades! Forhcore tem tudo o que eu poderia querer.

 

Blog - Você tem muitos anos de vida, como todo duende, nesse tempo quais foram os acontecimentos de Asterium que mais impactaram você?

Thabillus - Sempre existiram guerras. A batalha entre Johnny Bleas e Kourem Bleas não é a primeira e nem será a última. Enquanto houver vida haverá mudanças e divergências de opiniões. Mas posso dizer que o acontecimento que mais impactou na minha vida foi a guerra no início da nona era. Que terminou na lendária batalha de Sordek e Menay. Depois daquele último dia o rei Darius e o exército de Forhcore derrotou o grande necromante Morkay e aniquilou seus exércitos. Mas neste dia Morkay lançou um feitiço e ao invés de morrer ele foi exilado em Neifs. Me lembro como se fosse hoje, eu estava na batalha, Morkay olhou para mim com um olhar cruel, mas ele sabia que eu era o duende certo para ajudar seu grande plano.

 

Blog – Você tem família ou vive sozinho? Fale um pouco de sua família, pais, irmãos, esposa e filhos, se tiver.

Thabillus - Claro que tenho família. Quem não tem?! Mas não vivo com eles. Nem com ninguém. Vivo sozinho e irei até o fim sozinho. Minha família nunca me deu muita atenção. Para falar a verdade meu irmão é um bom companheiro. Por ele eu faria qualquer coisa, mas ele também me deixou de lado algumas vezes. Não quero mais falar sobre esse assunto.

 

Blog - Para fechar, qual a mensagem que você deixa para todos que buscam realizar seus sonhos e qual o melhor período do ano para visitar Asterium.

Thabillus - Não busquem seus sonhos, isso é tolice! Vocês vão todos se dar mal em algum momento. Busque apenas a vitória e o poder a qualquer custo. Eu precisei me tornar um duende cruel para sobreviver, mas pelo menos eu sou um dos únicos dominadores dos poderes de tele transportação que existe. Eu tenho o poder da onipresença! Que diferença faz o período do ano que você irá visitar Asterium? Se você quiser um lugar quente vá para um lugar quente, se quiser um lugar frio vá para as montanhas de gelo ao norte de Hindaris. E quando estiver em Asterium fique longe de mim, não gosto de receber visitas.

 

Katryna Mithral, a feiticeira centenária.

 

Ela sabe tudo sobre objetos e itens mágicos de Asterium. Ela tem mais de cem anos de idade, mas sua aparência é jovial e a magia é seu forte.Impossível conhecer Asterium sem antes conversar com a senhorita Katryna Mithral, a entrevistada de hoje em nosso blog.

 

Blog - A senhorita é uma das várias pessoas centenárias de Asterium. Viver tanto tempo assim é bom ou ruim em se tratando de nosso mundo?

Katryna Mithral - Ah meu caro, eu realmente não sei de onde você tirou essa informação, sobre a minha idade. Mas olhe bem para a minha pele, sou jovem. Olhe para os meus cabelos, são lindos. Tenho vigor e beleza. Mas se eu realmente tivesse vivido tantos anos assim eu certamente diria que amo a vida. Amo a magia e principalmente amo o que ela é capaz de fazer com minha juventude. Haha! Viver em um mundo de magia é um prazer que poucos têm. Mas ainda menos pessoas sabem aproveitar a vida aqui.

 

Blog - Para quem pretende iniciar-se na magia, quais são seus conselhos básicos?

Katryna Mithral - A magia é para poucos. Não acho que qualquer um pode aprender. Na verdade, se você não nasce com o dom será um eterno cético que nunca aprenderá a verdadeira arte da magia arcana. Meu conselho é desista. Nem tente perder seu tempo. Volte logo para onde você veio, porque a magia escolhe você e não você a escolhe. Entretanto para aqueles que nascem com o dom da magia eu aconselho começar trabalhando a mente. A magia não se aprende em livros ela vem de dentro. Os livros apenas servem para aprimorar o conhecimento. É claro que como uma feiticeira eu odeio os magos, para mim eles são tolos e não tem poder de verdade, os kromus até tem o meu respeito, pois vão na essência da magia. Contudo para todo para quem quer realmente sentir o grande poder da magia deve buscar dentro de sua mente e dentro de sua alma, uma vez que as duas estejam na mesma frequência a magia começa a acontecer.

 

Blog - Na sua opinião, o retorno de Johnny Bleas a Asterium muda muito a rotina do reino?

Katryna Mithral - Para mim Johnny Bleas ainda é um garoto, precisará aprender muito para ser um bom rei. Se é que ele vai chegar lá. Pelo que sei ele foi enfrentar o irmão gêmeo o Lorde paladino das terras do Sul, não é?Se ele voltar vivo desta aventura terá meu respeito, mas a verdade é que eu duvido muito que ele volte vivo para Forhcore.

 

Blog - Mas vamos ao que interessa. A senhorita é especialista em objetos e itens mágicos de Asterium. Conte sobre seu trabalho e como tudo começou.

Katryna Mithral - Não sou apenas uma especialista em itens e objetos mágicos, eu sou a melhor neste assunto. Ninguém em toda Asterium tem mais conhecimento em itens mágicos do que eu. E sabe por quê? Não posso revelar este segredo. Mas tudo começou quando eu era apenas uma criança, minha paixão por magia se tornou grande e cada vez mais eu queria saber sobre objetos de poder. Ao decorrer do tempo ganhei muito ouro comercializando algumas peças. Admito que para alguns inimigos vendi peças falsificadas, mas o que posso fazer? O mundo é assim. Depois de acumular algumas riquezas comecei a colecionar objetos mágicos. E hoje tenho a maior coleção de itens mágicos de Asterium. Além de uma biblioteca muito cheia de livros raros. Mas em questão de livros ainda fico atrás do velho Sr. Vrakus.

 

Blog - Quais são os objetos mágicos que podem ser vistos e até tocado pelos turistas após a abertura do portal de entrada para nossa dimensão em março?

Katryna Mithral - O que você acha que é a minha casa? Um parque de diversões? Ou um museu? Não seja tão atrevido. Mas já que você perguntou, posso até pensar em abrir uma exceção para alguns itens mágicos. Mas nem pense em olhar para o meu espelho de escama de Andrag. Ele continuará fechado as sete chaves. Para os seus turistas irei mostrar a Espada do Paladino Decaído, usada pelo Lorde Kourem Bleas, o paladino das terras do Sul. Estará exposto também a moeda de Anikan e a maravilhosa coroa da rainha Sophia Bleas. Ah.. Como eu invejo aquela mulher. Que coroa linda! É um verdadeiro artefato. Posso conseguir também aquele horrível chapeuzinho cónico do Sr. Thabillus. Apesar de feio aquele chapéu tem muito poder. E para quem se interessar eu tenho um relatório completo sobre o coração de Asterium. É uma pena que ele foi dividido em fragmentos, por que se estivesse inteiro eu com certeza iria atrás dele.

 

Johnny Bleas, o aprendiz de Kromus.

 

 

 

 

 

EM BREVE ENTREVISTA COMPLETA!

 

 
  • Twitter - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle

© 2018 all rights to JG BRENE